Arquidiocese do Rio de Janeiro
5 (100%) 1 voto

A Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (Archidioecesis Sancti Sebastiani Fluminis Ianuarii) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil.

É a Sé Metropolitana da Província Eclesiástica de São Sebastião do Rio de Janeiro. Pertence ao Conselho Episcopal Regional Leste I da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Arquidiocese do Rio de Janeiro

Em 1565, quando a cidade do Rio de Janeiro foi fundada por Estácio de Sá, o território era de jurisdição espiritual da Bahia. Dez anos depois, em 19 de julho de 1575, o papa Gregório XIII, por meio da bula In supereminenti militantis Ecclesiae, criou a Prelazia de São Sebastião do Rio de Janeiro, continuando sob a administração do então Bispado de São Salvador da Bahia.

O território da nova prelazia estendia-se desde a Capitania de Porto Seguro até o Rio da Prata.

Já em 16 de novembro de 1676, o Papa Inocêncio XI elevou a prelazia à categoria de diocese, com a bula Romani Pontificis pastoralis sollicitudo, sendo sufragânea da Sede Metropolitana da Bahia, criada na mesma data, também sendo a ela subordinada à nova Diocese de Olinda.

Ao longo da História do Brasil, da Diocese do Rio de Janeiro foram desmembradas 131 arquidioceses, dioceses e prelazias.

O papa Leão XIII elevou a diocese à categoria de Arquidiocese e Sé Metropolitana por meio da bula Ad universas orbis Ecclesias de 27 de abril de 1892, sendo desta forma reorganizada a hierarquia eclesiástica brasileira, agora com duas sedes metropolitanas: Bahia e Rio de Janeiro. Nessa mesma data foi criada a diocese de Niterói, desmembrando-a daquela do Rio de Janeiro.

O papa São Pio X, no Consistório de 1905, criou o primeiro cardeal do Brasil e de toda a América Latina, Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti (o Cardeal Arcoverde). A partir desta data, os arcebispos do Rio de Janeiro passaram a receber costumeiramente o chapéu cardinalício.

A Arquidiocese do Rio de Janeiro tem como padroeiro principal o mártir São Sebastião, que deu nome à cidade, e como padroeira secundária Santa Ana.

Desde 27 de abril de 1892 com a perda do território para a criação da diocese de Niterói, a recém-criada arquidiocese do Rio de Janeiro passou a ter apenas o território do atual município do Rio de Janeiro.





Em 2004 a arquidiocese contava com uma população aproximada de 5.857.895 habitantes, com 60,7 % de católicos. O território da diocese é de 1.721 km.2, organizado em mais de 271 paróquias.

Atualmente a Arquidiocese tem sua organização principal gerada nos Vicariatos, todos unidos ao governo do Arcebispo. Os Vicariatos territoriais são os seguintes: Vicariato Episcopal Jacarepaguá, Vicariato Episcopal Leopoldina, Vicariato Episcopal Norte, Vicariato Episcopal Oeste, Vicariato Episcopal Santa Cruz, Vicariato Episcopal Sul, Vicariato Episcopal Suburbano, Vicariato Episcopal Urbano. Além deles, existem os finalísticos Vicariato da Comunicação Social, Vicariato dos Bens Temporais e Vicariato da Caridade Social.

A Arquidiocese tem seis basílicas menores. São elas: Basílica Menor da Imaculada Conceição, Basílica Menor de Nossa Senhora de Lourdes, Basílica Menor de Santa Teresinha do Menino Jesus, a Basílica Menor do Imaculado Coração de Maria, a Basílica Menor e Santuário de Nossa Senhora da Penha e a Basílica Menor e Santuário de São Sebastião, igreja onde se encontram marcos históricos importantes, como restos mortais de Estácio de Sá, e de onde tradicionalmente parte a procissão em homenagem a seu padroeiro.

Possui ainda alguns santuários erigidos: Santuário de Nossa Senhora das Graças da Medalha Milagrosa, Santuário do Cristo Redentor do Corcovado, Santuário de Nossa Senhora de Loreto, Santuário da Divina Misericórdia, Santuário de Santa Edviges, Santuário Nossa Senhora de Fátima e, mais recentemente, Santuário de São Judas Tadeu, Santuário de São Sebastião (Basílica) e Santuário da Mãe, Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt.

Arquidiocese do Rio de Janeiro Bispos Auxiliares

Conheça os Bispos Auxiliares da Arquidiocese do Rio de Janeiro:

  • Dom Antonio Augusto Dias Duarte
  • Dom Luiz Henrique Da Silva Brito
  • Dom Roque Costa Souza
  • Dom Joel Portella Amado
  • Dom Paulo Alves Romão
  • Dom Juarez Delorto Secco
  • Dom Paulo Celso Dias do Nascimento

Arquidiocese do Rio de Janeiro Pastoral do Menor

A cidade do Rio de Janeiro mais uma vez se prepara para viver a eleição de pessoas para atuarem nos conselhos tutelares. É mais um momento de extrema importância na luta pela vida e direitos de suas crianças e adolescentes.

Muitas pessoas desconhecem a função e até mesmo a existência dos conselhos tutelares. Acreditam que este órgão foi criado para retirar os filhos de suas mães, registrar queixas contra crianças e adolescentes desobedientes ou, ainda, para deter adolescentes que apresentam mau comportamento na escola. Não! Não são essas as atribuições de um conselheiro tutelar.

Horário de Funcionamento Arquidiocese do Rio de Janeiro

  • Segunda a sexta das 8h ás 18h

Onde Fica, Endereço e Telefone Arquidiocese do Rio de Janeiro

  • Rua Benjamin Constant, 23 – Glória – Rio de Janeiro – RJ
  • Telefone: (21) 2292-3132

Outras informações e site

Mapa de localização